A qualidade de imagem dos canais de TV por assinatura

Ir em baixo

A qualidade de imagem dos canais de TV por assinatura

Mensagem por Dennis em Ter Dez 10, 2013 8:38 pm

A qualidade de imagem dos canais de TV por assinatura é algo que há muito tempo vem sendo discutida, mesmo após a estreia de diversas opções em alta definição em 2012 e 2013.
* post atualizado em 07 de dezembro de 2013
Aqui no eXorbeo com certeza você já viu críticas e explicações à respeito da compactação que as operadoras vem realizando, tanto na imagem quanto no áudio de seus canais, tudo para ganhar espaço para novos canais e, infelizmente, para canais publicitários que pagam altas quantias para estarem ali, vendendo produtos.
Como era antes
Até o começo dos anos 2000, tanto a TV à cabo quanto via satélite ofereciam canais totalmente analógicos, que sofriam com ruídos, interferências e demais problemas que o VHF e o UHF sofriam (e ainda sofrem) na TV aberta.

Mas há mais ou menos 10 anos atrás tudo começava a mudar, quando operadoras como a Direct passou a divulgar seu conteúdo digital. Lembram daquela famosa propaganda que dizia ” TV digital, imagem com qualidade de DVD e som com qualidade de cinema”? Pois então, era anunciada a chegada da imagem em 480p totalmente digital e som em 5.1 canais Dolby Digital em vários canais.
É claro que até hoje não são todos os canais que oferecem áudio em 5.1, mas todos são digitais.
Sinal digital, compactação extrema
Pois é, se no começo isso era verdade, hoje em dia encaramos a imagem com qualidade de VHS, ou até menos que isso.
Se não nos oferecem chuviscos coma a TV analógica oferecia junto de seus inúmeros problemas que a humanidade encarou por mais de 6 décadas e ainda vem encarando, temos ainda uma pobreza técnica imensa e economia cada vez maior de espaço e recursos.
Os satélites tem sim um espaço máximo à ser ocupado para transferência de dados. Isso é um fato e é o que justifica o investimentos de milhões de reais para novos lançamentos.
Cada canal ocupa uma parcela desse espaço, uns mais outros menos, tudo dependendo do nível de compactação e do codec usado para tal – como curiosidade, os antigos canais SD compactados em Mpeg2 exigem mais espaço do que um novo canal HD em Mpeg 4. O problema é que os satélites antigos e atuis possuem frequências específicas e pr-e determinadas para canais tipo de canal – DVB (SDs) e DVBS2 (dos canais HD), o que limita possíveis mudanças.
Apenas em 2014 teremos os novos satélite de OI TV, Claro TV e possivelmente da operadora SKY totalmente operantes.
A solução então foi compactar os canais, reduzindo a qualidade e possibilitando encher o mesmo antigo e ocupado satélite com canais novos (e isso nem sempre acontece).

E não há nenhuma operadora que não faça isso hoje em dia. Umas utilizam mais, outras menos. Então para efeitos comparativos, trago há vocês um canal que já foi bastante criticado pela falta de qualidade, o ESPN Brasil em SD.
Sua versão SD apresenta uma qualidade de imagem um tanto quando granulada, embaçada, de cores estranhas. Sua versão em HD já existe na maioria das grandes operadoras, mas quem ainda não a possui (caso dos assinantes da Claro TV), o sofrimento persiste.

_______________________________________________

.
.


avatar
Dennis



Mensagens : 496
Pontos : 1439
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 41
Localização : Praia Grande/SP

http://satbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum